10 angústias mais comuns dos adolescentes

Saiba como ajudar seus filhos a superar as angústias da adolescência para se tornarem adultos mais positivos e bem-resolvidos.

adolescente-triste-que-senta-se-sozinho-nas-escadas-25911885

1. Reclama que não tem liberdade
Numa fase em que estão se tornando adultos, os adolescentes passam a questionar a autoridade dos pais: criticam as proibições e reclamam que eles só sabem dizer não. Avalie se o pedido de seu filho é justo e se é hora de ser um pouco mais liberal. Mas, se a proibição é necessária, não se sinta pressionada e prepare-se: adolescentes contrariados batem a porta, chamam a mãe de chata e gritam. Tenha paciência e lembre-se de que você está visando o bem-estar do seu filho.

2. Não consegue entrar na faculdade
Essa prova tem impacto na vida social do seu filho e na forma como ele acha que será visto pela turma. Afinal, muitos colegas vão entrar na faculdade enquanto ele sente que ficou para trás. Nessa hora, lembre ao jovem de que a melhor forma de reagir é continuar se preparando, sem perder o foco. Ajude-o e evite as cobranças, que só aumentam a ansiedade dele

3. Não é popular na escola
Alguns adolescentes, por serem mais tímidos, têm dificuldade para se integrar na escola. Se o seu filho tende a se isolar, incentive-o a fazer esportes coletivos ou atividades que o motivem, como aprender música. Dessa forma, fica mais fácil para ele descobrir pessoas com interesses comuns e aumentar suas chances de fazer amigos.

4. Sente-se fracassado
Os jovens vivem as decepções com muita intensidade. Nesses momentos, seu filho precisa de alguém para escutá-lo. Ouça-o e incentive-o a dar a volta por cima. Ao superar o sentimento de fracasso, o jovem fortalece a autoconfiança e se prepara para as situações difíceis que poderá enfrentar no futuro.

5. Os pais não aceitam seus amigos
Em busca de identidade, muitos adolescentes transitam por turmas de diferentes características, o que pode gerar desconfiança e crítica por parte dos pais. Com razão, seu filho questionará se você não está julgando os amigos dele só pela aparência. Avalie também se a sua implicância não é ciúme, nem temor de perder espaço na vida de seu filho. Evite os julgamentos precipitados e aproxime-se dos novos amigos. Assim, você observa as más companhias de verdade

6. Não aceita o padrasto ou madrasta
Vários conflitos podem surgir quando um dos pais resolve se casar novamente. A presença de um padrasto ou madrasta pode fazer com que o filho se sinta ameaçado. Para o psiquiatra Içami Tiba, de São Paulo os pais não devem permitir que os filhos abusem ou maltratem o companheiro. Só assim eles vão reconhecer no padrasto ou na madrasta uma nova autoridade

7. Anda bebendo demais
Se seu filho chegar em casa de porre, não brigue. Não adianta nada brigar enquanto ele está sob o efeito do álcool. No dia seguinte, quando ele estiver sóbrio, chame-o para uma conversa séria. Exponha suas preocupações, tente entender por que ele está bebendo e esclareça os perigos que ele pode enfrentar com a bebida

8. Está infeliz com o corpo
As mudanças no corpo, típicas dessa fase, deixam o jovem com a autoestima lá em baixo. Lembre seu filho(a) de suas qualidades e conversem sobre quanto dessa insatisfação é exagero

9. Não aceita sua situação financeira
Muitos jovens têm vergonha de não ter dinheiro para comprar roupas de grife ou fazer os passeios da moda. Isso os deixa frustrados e os culpados por essa situação passam a ser os pais. Não tente dar ao seu filho mais do que pode e ensine-o, desde pequeno, a poupar e a lutar para realizar seus desejos.

10. Não tem namorado(a)
Muitas vezes, os jovens preferem “ficar” a namorar. Se esse não é o caso, a dificuldade em se relacionar pode vir da insegurança. Um jeito de reverter esse quadro é incentivar seu filho a cuidar da aparência, fazendo um esporte ou mudando o cabelo. De bem com a própria imagem, ele ficará mais seguro. Fonte: M de Mulher

Compartilhe:
  • Facebook
  • Yahoo! Buzz
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • RSS
  • Tumblr

Notícias relacionadas:

Escrito por

A paulistana Ana Claudia Marinho, arquiteta e mãe de três crianças pequenas, atualmente além de projetos residenciais, também se especializou em quartos infantis. Soube unir suas habilidades e interesses para criar o blog SALTO ALTO E MAMADEIRAS, e nele compartilha dicas de produtos infantis, decoração e tendências. Para quem quiser saber tudo sobre o lifestyle” pré e pós maternidade” com conteúdo descolado e moderno,encontrará aqui.

Não há comentários ainda.

Comentar

Mensagem

%d blogueiros gostam disto:
Leia o post anterior:
Momento Reflexão

Tem uma coluna no Estadão que adoro. A escritora é a Ruth Manus e seus textos são lidos na Coluna...

Fechar